Caatinga, mata branca em tupi-guarani, é abrigo do único bioma exclusivamente brasileiro. Na região árida mais homogênea da América do Sul, o laço do povo com a terra se manifesta na oralidade. Causos contados por vaqueiros e repentistas realçam uma característica marcante da cultura sertaneja. Embora os períodos de seca sejam longos, o bioma tem um potencial imenso para o uso sustentável e a bioprospecção. Há riqueza biológica, paisagens diversas e endemismo. Seus 844 mil quilômetros quadrados concentram 900 espécies vegetais, como a umburana, a aroeira, o umbu, o mandacaru e o juazeiro. Mais de 25 milhões de pessoas habitam o semiárido brasileiro, que se estende pelos estados do nordeste, além de um faixa no norte de Minas Gerais. Na área mais atingida pela ação humana, a documentação é um instrumento de diálogo referencial para o fotógrafo.

Outras Galerias

Gigante das Águas

Veja a galeria

Ashaninkas - No Coração de Vilcabamba

Veja a galeria

Pantanal: Mundo das Águas

Veja a galeria

Cerrado e os Povos dos Campos Gerais

Veja a galeria